rides

hoje batemos q u a s e todos os recordes – parte 2

hoje batemos  q u a s e  todos os recordes - parte 2

podia vir prºaqui escrever sobre tanta coisa, tipo …. . .o meu puto anda um desobediente do caracas e ja me tou a passar. . .. ou isto de viver com uma miuda holandesa nao ta a ser facil, ou ainda que adoro o meu cao, afinal de contas e pra isto q servem os blogs e facebook nao e, pra partilhar estas merdas, mas na verdade a unica coisa que me anda a apetecer partilhar ultimamente. . . .sao as voltas de bicicleta!. . .
. . .e particularmente esta ultima! !
eu sei que nao passa tudo um bocado do mesmo, de ir daqui pra li, ou mais depressa ou mais devagar, mais kilometro menos kilometro, mas o que e que querem. . . .ando a curtir isto como caracas! monto me na bike ´clico´os sapatos nos pedais, and we´re on! e pedalar aquela merda ate a exaustao, que foi exactamente o que aconteceu ontem.
acordo, venho ate a sala, levanto os estores pra ver como esta o tempo e os bambus mesmo em frente a minha casa dizem tudo. uma granda ventania, mas daquelas a serio! curto ir pra loja todos os dias de bike e e claro que com chuva e lixado, mas o vento, esse sim pode ser perigoso(ok, chuva a serio tambem) e quando vim ca fora dar uma volta com o meu cao confirmo isso. vento bue de forte, e grandas rajadas. .. . .. a favor🙂
pos se o dilema. . ..vou de bike ou nao vou?? sim, porque toda a gente sabe que andar de bike com vento a favor e do melhor, mas tava hardcore e nao tenho problema nenhum em dizer que tava com uma beca de medo. uma rajada daquelas a empurrar te pro meio da estrada e. . bom, nem quero pensar nisso!
e sabado, nao ha tantos carros e se tiver mesmo perigoso saio em paco d´arcos e apanho o comboio, pensei eu.
vou pra casa, calco os sapatos e vamos ver como e que corre.
entro na marginal no sitio do costume e comeco a descer e o vento sente se logo. sabe mesmo tao bem pedalar sem esforco, mas sempre a agarrar o guiador com forca, porque e claro nunca sabes quando e que vem uma rabanada daquelas de lado e ja foste!
ate ali a chegar a paco d´arcos foi mesmo um instante, ia a andar mesmo rapido, e achei q ia ser seguro. a bike defenitivamente e bem mais wind proof que a de carbono e um bocadinho antes da saida pra estacao, decici, ´nepias, vou de bike, tou de capacete nao se vai passar nada!´. . .e siga!
agarrado ao guiador, sempre a pedalar a rolar a volta dos 40km/h e ali com um misto de felicidade e medo.
curva do monaco a dar-lhe, comeco a subir pro alto da boa viagem, vejo os numeros do conta kilometros a descer, mas nao como em nenhum outro dia. subi aquela merda sem baixar dos 30🙂🙂 mas la em cima e que apanhei o primeiro susto. aquilo curva um bocado a dta e numa rajada de vento tremi um bocado e imediatamente cravo logo os dedos na fita de guiador.
a seguir vem a descida pro dafundo, um bocado protegida pelas arvores por isso dava pra embalar bem num dia como o de ontem mas os semaforos la em baixo nunca me deixam esticar muito nessa descida. ja la apanhei alguns sustos. desco e quando vejo q mesmo mudando pra laranja ja dava pra passar, acelero. a seguir vem a reta de alges, uma das partes q mais gosto do meu trajeto diario.
nao perco a embalagem e logo no principio ha aquela parte protegida por uma parede, e ponho me nos ´drops´ e se ha parte onde ia tentar dar o meu maximo era ali. . .e dei! ! 52km/h, e fiz o resto todo da reta ate aos semaforos sem baixar dos 45 ! ! fds, nunca tinha andado assim! ok, ok, o vento tava a favor mas de fixed tens q acompanhar o raio dos pedais, nao e so deixar ir! na parte ja a caminho de pedroucos tive que abrandar, por assim dizer , fazer uma distancia assim a uma cadencia elevada nao foi facil, e senti que precisava de descansar um bocado e o vento lateral nessa parte tb serviu pra isso. logo a seguir a curva das bombas de gasolina, la volta o vento pelas costas e eu de volta aos 40 e tal em direccao a lisboa.
havia realmente menos carros e quando e assim as vezes baixo a cabeca e so vejo os meus pes no pedais, a rodar, a rodar, a rodar, tipo um hamster numa daquelas rodas . e engracado! por esta altura o factor perigo ja tinha passado. ja nao se esta tao perto do mar e o vento lateral ja nao se sente tanto e e so mesmo aproveitar o que vem pelas costas. tou a chegar a santos e decido continuar ate ao cais do sodre, e so mais um bocadinho e ha mais um recorde que quero bater, . . .fds, e bati-o caralho!

FUI MAIS RAPIDO QUE O COMBOIO! ! !

22 MIN E MEIO!! de oeiras ao cais do sodre! fds, granda abuso! fiquei mesmo contente!so quando estou a voltar pra santos e que alivio a forca das maos no guiador e venho mesmo nas calmas, . . . com o vento na cara, pra me secar o suor que me escorria pela testa.

17 kilometros em 22 min e meio a uma media de 45km/h e com uma velocidade maxima de 52.4 foi o ride de sabado!
passado um bocado, ja na loja comeca a chover de uma maneira que nem imagino como e que tinha sido se tivesse saido de casa 20 min, ou meia hora depois. deu pra pensar!